O diálogo, a tolerância entre as pessoas de diferentes crenças religiosas é o princípio de uma convivência pacífica entre todos. Como professora de Ensino Religioso, certo dia, deparei-me com um aluno que não gostava da disciplina, por pensar que seriam ministrados nas aulas conteúdos relacionados a Deus, por ele não acreditar. E ele então me fez a seguinte pergunta: “O que se aprende em Ensino Religioso?”.

Apesar de você pensar que se fala sobre Deus, a disciplina aborda sobre a diversidade religiosa como área de conhecimento, sobre valores praticados com o próximo e a formação da cidadania. O amor ao próximo é um dos deveres mais importantes do ser humano. É uma das formas mais bonitas de demonstração de carinho, afeto, solidariedade e compaixão. O respeito constante à diversidade de um modo geral, para a construção de um mundo de paz. 

A partir de uma aula em que foi transmitido o filme “Extraordinário”, o aluno percebeu que o Ensino Religioso não era uma aula que falava somente sobre Deus e sim uma oportunidade na qual podemos ampliar o conhecimento de nós mesmos e de nosso semelhante, estabelecendo relação democrática e humanizadora.

O Ensino Religioso não é espaço de doutrinação e proselitismo religioso. Atualmente a disciplina é um componente curricular da educação básica e tem uma área de conhecimento referencial, a Ciência da Religião. É ela quem provê os referenciais epistemológicos e metodológicos para um ensino sobre a religião como aspecto da cultura. É aqui também que se dá o processo de formação de professores para atuarem com o Ensino Religioso no ensino fundamental.

O desafio é superar as tradicionais aulas de Religião e inserir conteúdos que tratem da diversidade de manifestações religiosas, que se expressam por meio de lugares sagrados, ritos, festas, símbolos, textos, entre outros. No Ensino Religioso, portanto, os conteúdos devem ser significativos, e os encaminhamentos metodológicos devem levar os alunos a uma contextualização da realidade cultural, religiosa, política e social, bem como ao exercício do diálogo, da criticidade e da reflexão.

O Ensino Religioso é uma disciplina que colabora para o desempenho de cidadãos que saibam conviver com as diferenças religiosas e culturais, respeitá-las e valorizá-las. Deve contribuir para formar alunos críticos, conscientes, que saibam amar e cuidar da vida.

Rogélia Aparecida de Rezende, pedagoga e professora de Ensino Religioso no ensino fundamental I, no Colégio Stella Matutina, em Juiz de Fora-MG.

Publicado em Missionárias Servas do Espírito Santo