Por Robert Henrique Sousa Dantas

“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” Jo 8:32

A sociedade na qual vivemos é composta por seres humanos com diferentes ideais, representadas por vontades, desejos e necessidades, ou seja, somos seres plurais. Por isso é que falamos em direitos humanos.

Os Direitos Humanos possuem caráter intrínseco a todo ser humano, deve-se ressaltar que em hipótese alguma nenhum indivíduo pode abrir mãos dos seus direitos, visto que todos estes foram conquistados ao longo da história e é de livre aplicação a qualquer ser, ainda que o mesmo não tenha total domínio de conhecimento sobre sua aplicação. Portanto, mesmo que alguma pessoa queira abrir mão desses direitos, o Estado não pode deixar de prestá-la.

A Constituição Federal de 1988 consolidou em seu escopo o artigo 205 que aborda o direito à educação. Neste, há três propósitos básicos da educação: o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e a sua qualificação para o trabalho. Isso nos permite pensar!

A educação deve ser responsável pela formação de um pensamento crítico e pela formação pessoal e humanista dos futuros cidadãos do país. Com isso, vemos a importância dos cursos de humanas na educação básica e no ensino superior. Estes cursos favorecem o indivíduo, o senso crítico, suas reflexões, questionamentos e permite formar pessoas esclarecidas, pessoas capazes de pensarem de forma autônoma.

Percebe-se que uma das estratégias de manipulação de quem encontra-se acima da classe pobre é manter as pessoas na ignorância. O termo ignorância significa não dar às pessoas as ferramentas para que possam analisar a realidade por si mesmas e sim dar os subsídios prontos, não deixando que conheçam as estruturas internas dos fatos. Assim sendo, não se coloca ênfase na educação, mas promove uma grande lacuna entre a qualidade da educação privada e a educação pública. O resultado é o adormecimento da curiosidade pelo conhecimento e pouco valor aos produtos da inteligência.

Esse tipo de manipulação em massa tem como objetivo manter o mundo tal como convém para os mais poderosos, bloqueando a capacidade crítica e a autonomia da maioria das pessoas. No entanto, depende também de nos deixarmos ser passivamente manipulados.

“O conhecimento transforma, liberta, e se um governo deliberadamente não investe em educação de qualidade, pode ter certeza de que é pra manter um rebanho dócil e alienado, a fim de estabelecer um controle social.”, diz Acid.

 Portanto, devemos ser conscientes dos direitos que adquirimos e não permitir que estes nos sejam tirados. Que sejamos capazes de pensar e questionar a todo tempo o porquê de não investir na educação. A educação é a base da nossa sociedade, pois quando se tem educação como prioridade, teremos uma sociedade com verdadeiros seres humanos.