Uns acordaram bem cedo, outros passaram boa parte do dia confeccionando os tapetes de serragem que seriam usados para a procissão de Corpus Christi. Tradicionalmente confeccionados de serragem e sal coloridos, nos dias atuais são utilizados um conjunto de materiais, tais como borra de café, areia, flores, farinhas, dentre outros. A origem dessa tradição popular surgiu em Portugal e foi difundida no Brasil durante o período de colonização. O trabalho realizado pelos jovens, consistiu em desenhos sobre escritos bíblicos, devocionais, logo da congregação do verbo divino e claro à figura de Cristo representada como cordeiro, pão e cálice.

Ao terminarem os trabalhos, foi possível ver nas redes sociais, selfies dos jovens manifestando depoimentos de fé, entusiasmo e gratidão pela execução das obras manuais.

Pascom Fajardo – Fotos Equipe Pascom