Para o momento da imposição das Cinzas

Letra e Música: Josenildo Nunes de Oliveira

1. Converter ao Evangelho, na palavra acreditar,
caridade e penitência, quem as cinzas abraçar. 

Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.

2. Não as vestes, mas o peito o Senhor manda rasgar.
Jejuai, mudai de vida,  em sua face a chorar.

Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.

3. Quão bondoso é nosso Deus, inclinado a perdoar.
Quem dos males se arrepende, compaixão vai encontrar.

Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.

4. Chora e diz o sacerdote entre a porta e o altar:
pela vida do meu povo vão meus lábios suplicar.

Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar. 

5. Convertei-vos, povo meu do Senhor vamos lembrar.
Eis o tempo prometido, as ovelhas vem salvar. 

Não esqueças: somos pó  e ao pó vamos voltar. Não esqueças: somos pó e ao pó vamos voltar.