Nossa vida é repleta de perdas e ganhos. Perdas e ganhos de vários tipos, de vários tamanhos, em vários momentos, alguns permanentes e outros temporários. O momento que estamos vivenciando de propagação de uma doença a nível mundial, nos coloca diante da necessidade de refletirmos sobre o que está acontecendo e sobre como isso tem nos afetado. Uma reflexão que gostaria de trazer aqui é a respeito do aspecto positivo e os possíveis ganhos que a pandemia nos trouxe. Sou pesquisadora da temática de perdas e luto: são assuntos que despertam a minha atenção e que considero causadores de efeitos significativos em nossa vida.

De forma alguma estou negando que a situação é trágica e triste. É uma ferida no mundo que demorará a cicatrizar. Mas por que não olharmos para os efeitos colaterais positivos que podem estar resultando de tudo isso? Precisamos identificar e valorizar os ganhos. As restrições e adaptações necessárias nos fizeram parar e refletir sobre como estamos levando nossas vidas, sobre o que precisa ser modificado e como podemos fazer diferente. Há ganhos sendo relatados por algumas pessoas e que podem estar acontecendo conosco sem ser percebidos. Espero contribuir na percepção desses aspectos positivos.

Estão ocorrendo possibilidades de construção de novos planos profissionais. Ao se depararem com oportunidades novas de negócios a partir da necessidade de pensar em novos serviços e produtos mais adequados ao momento atual, várias pessoas estão criando projetos promissores. Em minha área estamos descobrindo os benefícios da terapia on-line que já era permitida pelo Conselho de Psicologia, porém uma parcela muito pequena de profissionais atuava nessa modalidade.

Tem sido possível desenvolver uma maior valorização da vida e da saúde. Eventos dessa proporção nos fazem perceber o quanto somos frágeis e o quanto a nossa saúde precisa ser bem cuidada. Nossa vida é valiosa e precisamos relembrar isso todos os dias cuidando de nossa saúde física e emocional.

Estamos convivendo mais com as pessoas que moram conosco e isso pode ser muito bom. Recentemente ouvi de uma amiga a seguinte frase: “Essa quarentena me fez perceber o quanto eu estava ausente para os meus filhos. Sabe aquele presente sem presença? Então…”. Pois é. Estamos olhando melhor e convivendo mais com as pessoas com quem dividimos um lar e isso irá permitir que sejam construídas formas melhores de nos relacionarmos com esses familiares.

Tem ocorrido uma maior valorização do contato físico, mais especificamente do abraço. O toque físico para os seres humanos é tão importante quanto a luz do sol! O abraço é um recurso maravilhoso para a nossa saúde, pois contribui para o nosso desenvolvimento cognitivo, emocional, fisiológico e social, conforme a neurociência explica. O abraço faz parte de momentos de celebrações, de alegrias e de tristezas. Nessa pandemia podemos estar sendo afetados pela falta de abraços então, possivelmente apreciaremos melhor esse recurso daqui para frente.

Agora gostaria de propor a você, querido leitor, um exercício.

Dedique alguns minutos do seu dia para este momento. Relembre os eventos bons que vem ocorrendo com você nos últimos dias. Mesmo em tempos difíceis, procure ser grato sempre que seu coração permitir e estiver aberto para isso. Então, experimente anotar três coisas pelas quais você é grato. Descreva porque você é grato e como se sente sobre essa gratidão. Anote hoje e faça esse exercício regularmente. Me conte como foi a experiência!

Vamos juntos buscar acreditar que os eventos da vida nos permitem redescobrir coisas boas e experimentar algo positivo. Somos capazes de promover mudanças benéficas e duradouras em nossas vidas. Que após este momento delicado possamos criar tradições de amor e de qualidade de vida.

Meu nome é Samantha Alves, sou psicóloga e amo reflexões sobre a vida, sentimentos e relacionamentos. O propósito do meu trabalho é contribuir para que as pessoas encontrem sentido em suas vidas apesar das dores emocionais.

  • Samantha Alves Pereira de Souza

Psicóloga Clínica e Organizacional / CRP 04/54059

Contato – (31) 98543-5300 / samantha.psi@yahoo.com