Foi anunciada, nesta quarta-feira, 23 de dezembro de 2020, a decisão do Papa Francisco de nomear o padre Nivaldo dos Santos Ferreira como bispo titular de Tiava e auxiliar da arquidiocese de Belo Horizonte (MG). Atualmente, o presbítero é reitor do Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu, na capital mineira. A Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação ao novo bispo eleito.

Padre Nivaldo dos Santos Ferreira nasceu em Barbacena (MG), no dia 03 de junho de 1967, penúltimo filho de Francisco Ferreira e Nersinha Therezinha Viol Ferreira, já falecidos. Entrou no Seminário Menor de Nossa Senhora da Assunção, da Arquidiocese de Mariana (MG), aos 13 anos. Após o falecimento de seu pai, em outubro de 1980, ainda permaneceu no seminário por mais um ano, mas voltou ao convívio familiar no final de 1981.

Ao mesmo tempo em que concluía os estudos do ensino fundamental, antigo 1º grau, em Ibertioga (MG), onde residiu com sua tia Iolanda Santa Rosa, trabalhou em uma padaria, aprendendo diversos serviços, inclusive administrativos.

Em 1984, entrou para o Seminário Menor da Congregação dos Padres Orionitas, em Belo Horizonte. Ali concluiu o Ensino Médio e deu início ao noviciado, mas deixou a congregação, em 1987. Na sequência, padre Nilvado frequentou curso preparatório pré-vestibular e trabalhou em uma empresa distribuidora de produtos alimentícios.

Formação sacerdotal

No ano seguinte, de volta à capital mineira, ingressou na primeira turma da etapa do Propedêutico da arquidiocese de Belo Horizonte. Estudou Filosofia (1989-1991) e Teologia (1992-1995) na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Foi ordenado diácono no dia 27 de maio de 1995, na paróquia Santo Antônio, Bairro Jaraguá. Foi ordenado presbítero no dia 18 de maio de 1996, na paróquia São Sebastião do Barro Preto. Ambas ordenações presididas pelo cardeal Serafim Fernandes de Araújo, então arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

Já ordenado, iniciou mestrado na Faculdade Jesuíta. Em 2001, transferiu-se para Roma, onde concluiu o mestrado em Teologia Fundamental na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Atuações como presbítero

Padre Nilvado desempenhou diversas funções em seu ministério presbiteral na arquidiocese de Belo Horizonte. Foi vigário, administrador e pároco em algumas paróquias da arquidiocese, professor no Seminário Propedêutico e no curso de Teologia da PUC-Minas. Também atuou como assessor eclesiástico da Associação de Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE), assessor arquidiocesano da Pastoral Familiar, vigário forâneo da Forania São José do Calafate e membro do Conselho Permanente de Formação do Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus.

Atuou, de 2012 a 2018, como reitor do Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus. Em seguida, assumiu a reitoria do Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu, no bairro da Graça, em Belo Horizonte, onde permanece até o presente momento.

O novo bispo auxiliar eleito da arquidiocese de Belo Horizonte também foi presidente da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil no Regional Leste 2 (OSIB Leste 2), de 2009 a 2014, e da OSIB Nacional, de 2015 a 2018.

Atualmente, Padre Nivaldo atua como formador e professor de Teologia para os candidatos da Escola Diaconal São Lourenço, coordenador do Grupo de Reitores de Santuários da Arquidiocese de Belo Horizonte e vigário forâneo da 4ª Forania Nossa Senhora das Dores, da Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade, da Arquidiocese de Belo Horizonte.

Saudação ao padre Nivaldo dos Santos Ferreira

Estimado Monsenhor Nilvado,

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebeu com alegria sua nomeação para colaborar, agora com reforçada solicitude, na ação evangelizadora da Arquidiocese de Belo Horizonte (MG) e de todo o Brasil, por meio do ministério episcopal.

Sua caminhada até aqui, com tamanha colaboração à missão da Igreja, em particular na formação do clero, aponta-nos para a riqueza de frutos, dons e carismas disposta a serviço do Reino.

Recordando que o Coração Eucarístico de Jesus tem te acompanhado bem de perto, gostaríamos de oferecer essa reflexão do Papa Francisco em junho deste ano: “Não tenhamos medo de apresentar-lhe todas as intenções de nossa humanidade sofredora, seus medos, suas misérias. Que este Coração, cheio de amor pelos homens, dê a todos esperança e confiança!”.

Receba nosso abraço de acolhida e votos de um frutuoso ministério, sob a intercessão de Nossa Senhora da Piedade.

Em Cristo,

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte (MG)
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre (RS)
Primeiro Vice-presidente da CNBB

Dom Mário Antonio da Silva
Bispo de Roraima (RR)
Segundo Vice-presidente

Dom Joel Portella Amado
Bispo auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ)
Secretário-geral da CNBB