RADIO VATICANO:

Os sinos da alegria tocam a rebate no céu e na terra porque a Igreja já tem mais um santo: S. Junipero Serra, evangelizador da Califórnia. O canto do Veni Creator Spiritus deu início ao rito de canonização, depois foi lida a biografia do novo santo pelo postulador e a Litania dos Santos antecedeu o pronunciamento da fórmula pelo Santo Padre.

Junto ao Santuário Nacional da imaculada Conceição em Washington estiveram cerca de 40 mil fiéis que acolheram o Papa com grande alegria. Presentes os bispos norte-americanos, uma delegação da Califórnia, vinte nativos americanos, muitos religiosos e religiosas e ainda cerca de 4 mil seminaristas.

O franciscano Junipero Serra nasceu em 1713 e faleceu em 1784. Foi beatificado pelo Papa João Paulo II em 1988. Espanhol de Maiorca ordenou-se em 1737 e nas missões em que esteve na América desenvolveu importante ação junto dos grupos indígenas. Aprendeu a língua Pame e traduziu nesse idioma orações e doutrina cristã. Segundo a biografia divulgada pela Santa Sé nesta viagem o novo santo esteve, muitas vezes, em desacordo com as autoridades sobre a maneira como eram tratados os nativos.

Na sua homilia, pronunciada em espanhol, o Papa Francisco referiu-se a S. Junipero como um missionário da alegria do Evangelho e de uma “Igreja em saída”: