O Dízimo é um convite à generosidade, à fraternidade, à solidariedade.
 
Por meio dele, você contribui com três importantes dimensões da sua paróquia ou comunidade de fé: religiosa, missionária e social.
 
Novembro é o Mês do dízimo.
Durante esse período, a Arquidiocese de Belo Horizonte busca esclarecer sobre a importância dele para a vida do cristão e para a manutenção do projeto de evangelização, bem como motivar a Pastoral do Dízimo para incentivar esse generoso gesto que garante a caridade pastoral de toda a comunidade cristã.
 
A importância do dízimo para o cristão e a comunidade.
 
Deus, através de sua presença amorosa e providencial, nos concede a força necessária para o sustento da vida, através do trabalho e dos demais afazeres do cotidiano. 
O dízimo é o convite à generosidade, à fraternidade e à solidariedade. A contribuição de cada cristão é a prática de um dom. 
Mais importante que a quantidade é o amor com que se efetua esse nobre gesto.
Três importantes compromissos comunitários são mantidos através do dízimo o religioso, o missionário e o social.
Ao longo do Mês do Dízimo, serão trabalhadas essas três dimensões à luz do tema proposto.
 
Compromisso Religioso:
Quando um cristão faz opção pelo dízimo, ele está assumindo que pertence e que se compromete com uma comunidade religiosa. 
Numa atitude de amor e reconhecimento, por meio do dízimo, o cristão ajuda a suprir todas as necessidades ligadas ao culto, ao exercício dos diversos ministérios, à manutenção dos edifícios, ao investimento em pessoal, às distintas formações de lideranças e agentes, à aquisição de equipamentos tecnológicos, dentre outras.
 
Compromisso Missionário:
O dízimo sustenta também as ações de evangelização da comunidade exercidas dentro e fora de seu próprio território pastoral.
Uma comunidade torna-se discípula-missionária quando, por exemplo, coloca-se à disposição de outras comunidades, auxiliando-as para que formem lideranças, construam os seus lugares de oração e adquiram meios para cumprirem a missão de evangelizar. Além da formação, o dízimo também possibilita a animação vocacional dos futuros religiosos e padres.
 
Compromisso Social:
A dimensão social do dízimo consiste no serviço prestado pela comunidade aos mais necessitados, podendo realizá-lo através de diversas ações: o auxílio aos pobres e aos doentes, às diversas pastorais sociais, a defesa dos direitos humanos, a promoção de campanhas sociais e a formação de agentes. Sempre que possível, e não podendo contar com o aparato do Estado a comunidade deve “repartir o pão”, a exemplo do que faziam os primeiros cristãos.
 
Como vivenciar o mês do dízimo em sua comunidade?
 
Distribuindo os panfletos informativos:
Será preparado um panfleto de reflexão para ser distribuído em cada final de semana do mês de novembro.
 
Preparando plantões sobre do dízimo:
Promover um espaço adequado, sobretudo, nas celebrações aos finais de semana, para distribuir informativos, atender aos interessados, entregar ficha para cadastro, apresentar as obras realizadas com o apoio do dízimo etc.
 
Organizando encontros formativos:
Preparar encontros com espiritualidade e conteúdos sobre o dízimo, para a comunidade e agentes da Pastoral do Dízimo, de modo a fortalecer ainda mais os gestos de compromisso e solidariedade.
 
Confraternização da Partilha:
Sugere-se uma confraternização para todos os paroquianos em momentos comunitários, inclusive, celebrações, com concretos gestos de partilha, apresentação de atividades artísticas, em que o dízimo seja o tema a trabalhar.
 
Mais informações:
dízimo@arquidiocesebh.org.br
(31) 3269-3164
www.arquidiocesebh.org.br
 
 
 
Fonte: http://www.saosebastiaobetania.com.br/noticias/dizimo-compromisso-solidario-da-fe/